• 04 MAIO 16
    • 0
    Não consegue acordar cedo? Veja o que pode estar atrapalhando seu sono

    Não consegue acordar cedo? Veja o que pode estar atrapalhando seu sono

    Mudar os hábitos e seguir uma rotina pode ser a saída para acordar disposto

    Dormir tarde, estresse, cansaço e até doenças são alguns dos motivos que podem te impedir de ter uma noite tranquila de sono. Mudar os hábitos e seguir uma rotina pode ser a saída para acordar disposto e encarar os compromissos.

    Segundo a médica pneumologista e especialista em medicina do sono, Jéssica Polese, noite mal dormida é o principal motivo identificado nas pessoas que tem dificuldade de acordar cedo.

    “Boa parte das pessoas tem dificuldade de acordar cedo porque não dormiram as horas necessárias para descansarem, por vários motivos. Pode ser que ficaram até tarde lendo um livro, mexendo no celular ou no computador, vendo televisão, entre outras atividades”, comentou.

    De acordo com Polese, os idosos possuem uma idade cronológica diferenciada. Eles se sentem dispostos com cerca de seis horas de sono. Os adultos, na faixa de 25 anos, precisam de pelo menos oito. Os adolescentes, por estarem em fase de crescimento – o hormônio de crescimento é liberado no momento do sono – dormem até nove horas e meia; e as crianças na faixa etária de seis anos dormem nove horas por noite.

    Doenças do Sono

    Mas a dificuldade em acordar pode ser provocada por fatores mais sérios do que uma simples noite mal dormida. A pessoa pode sofrer de uma das doenças do sono: apneia, bruxismo e síndrome das pernas inquietas.

    A médica ressalta que as pessoas com apneia roncam durante a noite e quem tem a síndrome das pernas inquietas chutam, se mexem ou sentem desconforto nas pernas. Já quem tem bruxismo, range ou aperta os dentes, sendo que algumas vezes até faz barulho.

    “A apneia e a síndrome das pernas inquietas são percebidas normalmente pelo companheiro ou companheira, ou pelos pais nos casos das crianças. Já aconteceu de uma esposa gravar o ronco do marido porque ele não acreditava que roncava”, explicou.

    No bruxismo, segundo Polese, além dos dentes serem gastos ou quebrados, há situações em que é possível que eles caiam por inteiro. Dessa forma, as pessoas com bruxismo precisam ser acompanhadas por um dentista. O profissional faz uma plaquinha, de acordo com a boca do paciente, que desestrutura a articulação quando usada para dormir.

    “As situações se diferenciam de acordo com a força que o indivíduo morde. Já tive paciente que saiu com o dente na mão. Encaminhamos a pessoa para o dentista, que faz uma plaquinha para ser usada na hora de dormir. Ao tentar morder, os dentes não se encontram”, explicou.

    Ainda em relação ao bruxismo, Polese ressalta que o mais comum é que as pessoas tenham fases piores quando estão sobrecarregadas, estressadas com muito trabalho ou em final de período de faculdade.

    Insônia

    Dificuldade de começar a dormir ou de manter o sono são as principais características da insônia. Segundo a médica, normalmente as pessoas ficam pensando no dia que tiveram ou preocupadas com os problemas.

    “Quem tem insônia fica matutando diversas coisas até fazer alguma atividade estimulante como ver televisão ou navegar na internet o que dificulta ainda mais a chegada do sono. Há casos de pessoas que viram a noite acordadas ou dormem tarde e acordam cedo, ficando indispostas para os compromissos do dia a dia”, ressaltou.

    As pessoas que se queixam com insônia devem procurar um médico do sono que vai tentar intervir no problema através de mudanças de comportamento, como a prática de atividade física. Caso as medidas não sejam suficientes, há medicamentos para combater este distúrbio.

    Ter uma boa rotina

    Além de respeitar as horas do sono, que segundo Jéssica Polese são sagradas, a pessoa precisa ter uma rotina.

    “A rotina é fundamental e é preciso que as pessoas valorizem tanto o período antes de dormir, ou seja, tomando um banho morno, deitar em um ambiente harmônico e ler parte de um livro, como a hora de acordar. E, também, respeitar as sete ou oito horas por dia, porque sabe que se não dormir o suficiente vai acordar indisposto”, comentou.

    Fonte:gazetaonline.com.br
    Tema:Não consegue acordar cedo? Veja o que pode estar atrapalhando seu sono

    Compartilhe em suas redes:
    Comentar

Comentar

Cancel reply
Compartilhe em suas redes: