• 12 JAN 16
    • 0
    Ventilador, ar-condicionado ou umidificador: qual é o melhor para a saúde?

    Ventilador, ar-condicionado ou umidificador: qual é o melhor para a saúde?

    A escolha certa ajuda a evitar alergias e gastos à toa

    Foto: Marcelo PrestKadydja Frisso não consegue dormir sem o ar-condicionado e o ventilador

    Para suportar o calorão dentro de casa , dificilmente as janelas abertas são o bastante. Mas a busca por soluções para refrescar o ambiente esbarra em uma dúvida cruel e que pode impactar na saúde: comprar ventilador, ar-condicionado ou umidificador?

    Na casa da estudante Kadydja Frisso, 34, a escolha já foi feita. Para dormir, ela usa ventilador e ar-condicionado, mas um aparelho de cada vez. Ela explica: “Meu prédio pega todo o sol da tarde, então é impossível dormir bem sem o ar. Mas não uso a noite inteira, para não ressecar a garganta. Depois que o aparelho gela o quarto, desligo e ligo o ventilador”.

    Escolha certa

    Para a pneumologista Jéssica Polese, a escolha do aparelho ideal depende de como anda a saúde respiratória da família. É que enquanto o friozinho do ar-condicionado melhora o sono da maioria das pessoas, mas pode ser prejudicial a alguns.

    “Caso a pessoa não tenha problemas respiratórios, o ar-condicionado é a melhor opção, pois ele filtra o ar e mantém uma pureza maior no ambiente. Por isso, para os alérgicos à poeira, o aparelho pode ser até um bom amigo”, diz.

    Já o ventilador acaba sendo uma boa opção para pessoas com rinite ou asma, porque não muda a temperatura e nem resseca o ambiente. Mas não há só benefícios, destaca a médica. “Ventilador é ideal para quem tem a casa muito limpa, e bastante arejada. A única função dele é jogar tudo para cima. Até a poeira mais escondida vai movimentar. Portanto, se você não costuma limpar a parte superior do armário ou embaixo da cama, é provável que comece a desenvolver alergias no verão”.

    Mais umidade?

    Já o umidificador, segundo a especialista, é um item desnecessário para quem vive no Espírito Santo. “Já vivemos em uma região quente e úmida. Não existe a necessidade do umidificador. Você pode acabar criando mofo em casa por deixar o ambiente úmido demais”. Para a Organização Mundial da Saúde, a umidade do ar ambiente ideal é de 30% a 60%.

    As opções

    Ventilador

    Característica: Apenas coloca o ar em movimento, fazendo uma corrente que refresca o ambiente. Ele não deixa o ar do local mais ressecado.

    Risco: Se você liga o aparelho em um cômodo com poeira, mofo e sem sol, todos os fungos e as bactérias podem se espalhar facilmente.

    Ar-condicionado

    Característica: A principal vantagem do aparelho é controlar a temperatura do ambiente. Caso as condições do cômodo estejam boas e o aparelho limpo, ele pode ajudar a evitar as alergias, pois consegue filtrar até 80% das impurezas do ambiente.

    Risco: O maior problema é o ressecamento do ar, que pode piorar a situação de quem tem rinite ou asma. Uma alternativa é usar bacia ou toalha com água para melhorar a qualidade do ar.

    Umidificador

    Característica: Ajuda a deixar o ar mais agradável nos ambientes. Não há problema em dormir a noite toda com ele, mas é preciso haver circulação.

    Risco

    O risco é deixar o ar úmido demais, se o aparelho for usado por dias seguidos. Aí aparecem as condições são ideais para fungos e bactérias.

    Fonte: Revista Crescer

    Fonte: A Gazeta

    Compartilhe em suas redes:
    Comentar

Comentar

Cancel reply
Compartilhe em suas redes: